< voltar

BIOGRAFIA

Jorge Aragão

Filho da mãe acreana, Jorge começou sua carreira pelo samba na década de 1970, em bailes e casas noturnas. Como compositor, despontou em 1976, quando Elza Soares gravou sua composição "Malandro" (com Jotabê). Foi integrante do grupo Fundo de Quintal (núcleo do gênero pagode) e um de seus principais compositores e letristas, tendo por isso abandonado o conjunto algum tempo depois para dedicar-se à carreira solo. Quase todos os grandes intérpretes de samba (Beth Carvalho, Alcione, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila) têm canções de Jorge Aragão em seu repertório.

O primeiro disco solo, "Jorge Aragão", veio em 1981, pela Ariola. Conhecedor do carnaval carioca, foi comentarista dos desfiles de escolas de samba nas TV's Globo (pra quem compôs o tema do Globeleza, ao lado de Franco Lattari)[1] , Manchete e nos últimos anos no projeto Carnaval do Povão pela CNT. Com doze discos lançados, excursionou pelos Estados Unidos e se apresenta em várias cidades do Brasil. Entre seus sucessos estão "Coisinha do Pai" (com Almir Guineto e Luiz Carlos), consagrado na gravação de Beth Carvalho que valeu uma gravação inédita em 1997 para acordar Mars Pathfinder um robô da Nasa em Marte; "Coisa de Pele", "Vou Festejar", "Alvará", "Terceira Pessoa", "Amigos… Amantes", "Do Fundo do Nosso Quintal" e "Enredo do Meu Samba" entre outras. Além de samba e pagode, Jorge também compôs nos gêneros xote, samba-rock e samba funk.

Com 40 anos dedicados inteiramente à MPB, Jorge Aragão continua em atividade. Mais do que artista, militante do samba, do povo do samba e da voz das periferias, o Sambabook de Jorge Aragão, que tem direção de vídeo de Bruno Murtinho, termina coerentemente com as participações da Orquestra Afro-Lata e do Afroreggae, nascidos no subúrbio carioca, misturando cordas e percussão num pot-pourri orquestral arranjado por Ivan Paulo. Afinal, “é o povo que produz o show e assina a direção”. E o sentido para obra de Jorge Aragão está todo aí.

    APOIO

  • Apoio JSL

    PARCERIA

  • Radio Ibiza

    MÍDIAS OFICIAIS

  • Virgula
  • Elemídia
  • UOL 20 Anos
  • MPB FM

    COPRODUÇÂO

  • Canal Brasil

    DISTRIBUIÇÃO

  • Radar Records

    REALIZAÇÃO

  • Realização Musickeria